15/09/11

Despedida

Após dois anos e pouquinho decidi que é hora de encerrar o trabalho aqui no blog. Continuo amando o tema cabelos, mas o ritmo do dia a dia não tem me permitido fazer atualizações com frequência. Além disso, sinto que já falei de praticamente tudo o que gostaria. Minha proposta ao abrir este espaço era mostrar para as crespas que sofrem com seus fios um caminho diferente do alisamento puro e simples. Fazer as pessoas enxergarem uma alternativa que permitisse conviver em paz com seus cabelos. Para quem é liso parece um exagero, mas só quem é crespo sabe o sofrimento que dá ao sair de casa com um cabelo que muitas vezes nos faz sonhar com o dom da invisibilidade.

No meu caso, a salvação veio em três etapas: um bom corte, produtos adequados e o jeito correto de usá-los. O cabeleireiro é a base de tudo. Ele precisa entender não só o que você quer, mas quem você é, e o que fica bem para o seu tipo físico. Em relação aos produtos, nem tudo o que é caro resolve a sua vida 100%. Já tive boas surpresas com marcas baratas. O negócio é usar e sentir como ele reage ao seu cabelo. E a maneira de cuidar arremata todo o processo: siga as recomendações dos fabricantes, mas se os resultados não forem bons, peça dicas a profissionais ou mesmo para outras pessoas com cabelos bacanas que você encontra por aí (acho que ninguém pode se sentir ofendido se um estranho perguntar o que você faz para ter um cabelo tão legal, não é mesmo?). Outra coisa importantíssima: lembre-se de que nem tudo o que as celebridades recomendam e/ou fazem vai ficar bem em você. Procure soluções que realmente tenham a ver com o seu DNA.

Espero que as dicas que dei ao longo desse tempo tenham ajudado, mesmo que seja apenas uma ideia na cabeça de muitas crespas ainda sofredoras. Para terminar, deixo como sugestão um curta chamado “Imagine uma menina com cabelos de Brasil...”, de Alexandre Bersot. Ele resume lindamente tudo o que sempre quis dizer aqui. Beijos e bons cabelos para todos!

 

Por Daniela Salú às 17h59
    • Compartilhe
    • Orkut
    • Facebook

Dúvidas cabeludas

Getty Images

Após mais um tempo distante do blog, juntei uma leva de perguntas de leitoras desesperadas com seus cabelos indóceis para que algum especialista ajudasse a dar uma luz a tantos problemas. A escolhida da vez foi a Cris Dios, proprietária do salão Laces and Hair, em São Paulo. Os profissionais do local têm como filosofia de trabalho a utilização de produtos naturais e orgânicos, e destacam a influência da lua cheia no crescimento dos fios. Confiram abaixo as sugestões para resolver cada problema.

Meu cabelo está com muitas pontas duplas e acho que é devido ao tratamento de Agilise que eu fiz há três meses. Agora a raiz já está enrolada e eu queria repetir o tratamento. Tenho o cabelo castanho claro e há um ano tinjo de preto. O que devo fazer para acabar com as pontas duplas e continuar a fazer uso desses tratamentos [kérolinnayara] [ketybaker@hotmail.com]

Cris Dios: Quando o cabelo passa por processos químicos, ele acaba se desestabilizando, e transforma-se em uma fibra mais frágil e quebradiça. Primeiro faça uma hidratação profunda, ou uma reconstrução, para devolver aos fios propriedades internas (como aminoácidos e queratina), que irão proporcionar mais força e vitalidade, melhorando a quebra e as pontas duplas. Mantenha o tratamento uma vez por semana durante um mês antes de refazer o processo de alisamento. Depois de feito o processo químico, faça hidratações a cada 15 dias. Com relação às pontas duplas já existentes, corte um pouquinho para removê-las aos poucos, e continue sempre tratando.

Sou loira e tenho um cabelo muito fino. Faz praticamente um ano que não corto e ele não cresce – se cresceu 7 centímetros foi muito. O que eu faço? [Thaís ] [stkthaisstk@hotmail.com]

Cris: É importante o corte das pontas para que o cabelo ganhe forças para começar a crescer novamente. Podemos dizer que nosso cabelo é igual a uma planta: precisamos podá-la para que ela comece a crescer.

Tenho cabelos cacheados e adoro, mas sinto dificuldade em deixa-lo bonito quando está seco, e não consigo acertar o corte. Como eu devo cortar? Após lavar eu uso um produto chamado Molfiz, que ajuda a modelar os cachos, e seco com o difusor. Às vezes faço baby liss por cima para ficar com mais movimento. Estou fazendo certo? Como melhorar? [Bárbara Schnonberger] [gsp.barbara@yahoo.com.br]

Cris: O cabelo cacheado é um cabelo de muita personalidade, ele tem vontade própria. Costumo cortá-lo seco e no formato que ele tem, ou seja, vou esculpindo sua forma mediante o meu objetivo, arredondado, uadrado. Não adianta molhar e cortar como um cabelo liso, pois na hora em que ele secar, vai assumir seu molde pessoal. Procure profissionais que estão habituados a fazer cortes cacheados, vai dar mais certo.

Fiz um processo com Zeny e quase fiquei careca. Tive que cortar meu cabelo o mais curto possível. Estou fazendo tratamento à base de queratina. O que posso fazer para ajudar nesse processo de reconstrução e qual química eu poderia usar (pode ser uma escova inteligente)? [josicleide] [josicleidemaciel@uol.com.br]

Cris: O mais indicado agora é fazer tratamento uma vez por semana para recompor o fio do cabelo. Use máscaras que tenham aminoácidos, e, para alisar, adote progressiva só na raiz.

Gostaria de uma dica porque usei relaxamento à base de tioglicolato de amônia e agora estou com problema no fio. Ele está com falhas e fissuras e eu não tenho condições de fazer uma nanoqueratinização no salão. Meu cabelo está quebrando muito. Que tipo de tratamento é mais indicado para fazer em casa e reconstruir o fio novamente? [Renata] [renata200916@hotmail.com]

Cris: Para reconstruir o cabelo precisamos devolver a ele componentes internos importantes como minerais, água, aminoácidos e proteínas. Quando ele está em equilíbrio, essa parte interna é preenchida. Recomendo fazer uma vez por semana uma reposição de aminoácidos. Uma sugestão são os produtos da Joico da linha K-Pak Reconstruct.

Meu cabelo é longo, ondulado, com a raiz fina e seca, sendo que tem muito cabelo novinho que está deixando ele volumoso. O que posso fazer? Também queria mudar o visual. Meu rosto é comprido e fino, qual corte combina melhor? A cor dele é preto. [tamires ] [tamires_cris10@hotmail.com] [http:/mirescristina.blogspot.com]

Cris: Uma franja ajuda a diminuir essa impressão do rosto comprido e fino, e nas laterais, repicados para fora darão mais descontração. Sobre a cor, fazer umas luzes ajuda a criar suavidade.

Tenho o cabelo crespo. Há dois anos ele teve um choque químico. Tive de cortar curto e usar trança. Ele se recuperou e passei a usar amônia por indicação da cabeleireira. No início o resultado estava lindo, cacheado como gosto e com um volume bacana. Agora, passado um ano com esse tratamento, meu cabelo está quebrando muito e sem cachos. Como faço para ter meus cabelos legais novamente? Como devo cuidar deles? [Ludmilla ] [teresa_ludmilla@yahoo.com.br]

Cris: Um cabelo quimicamente processado perde muita estrutura interna. Faça nutrição duas vezes por semana e procure fazer alisamento mais suave só na raiz. Uma sugestão é o alisamento a base de carbocisteína.

Há um ano e cinco meses alisei os meus cabelos com escova marroquina. Enjoei de cabelos lisos e não dei retoque, apenas relaxo a raiz com Guanidina (já usava há um bom tempo). Faz dois meses que relaxei e a raiz já está muito volumosa. Meu cabelo está misto: metade cacheado e metade liso. Meu cabelo é comprido. só que está volumoso na raiz e ralo nas pontas. O que devo fazer? Gostaria de cacheá-lo novamente! [simone] [sissizinha13@hotmail.com]

Cris: A única forma é ir cortando as pontas a cada dois meses, para ir tirando as pontas que estão muito lisas, e, na raiz, não alisar muito.

Tenho 11 anos. Quando eu era mais nova, minha mãe vivia fazendo escovas progressivas com formol. Agora estou desesperada, pois eu não quero mais usar esses produtos para alisar e a raiz continua crescendo. Que produto eu posso usar? O que é melhor fazer? [lais] [laisgatinha1059@hotmail.com]

Cris: Você pode fazer escova a base de carbocisteína, que é um alisamento temporário mais saudável, e não deixa aquele efeito liso artificial.

Meu cabelo sempre foi cacheado, fino e com muito volume. Há dois anos fiz escova progressiva. Gostei muito e seis meses depois fiz novamente. Infelizmente, com o tempo, ele foi ficando sem vida e começando a cachear na raiz, ficando liso nas pontas. Resolvi fazer a escova marroquina, e ficou bom por um tempo, mas logo depois voltou a encrespar na raiz e ficar liso nas pontas, além de arrepiar os fios. Acho que devo assumir meus cachos. Tenho saudades deles. Uso xampu para cabelos cacheados, condicionador e creme para pentear, mas mesmo assim ele continua com frizz. O que devo fazer? [Maurene] [fundamental@campoalegre.sc.gov.br]

Cris: Isso acontece quando alisamos demais e não tratamos do fio na mesma intensidade. É aconselhável tratar com máscara de tratamento intensivo duas vezes por semana e deixar o cacho voltar gradativamente.

Faço relaxamento há bastante tempo. Utilizo o princípio ativo da Guanidina, porém agora minhas pontas não estão cacheando como antigamente e eu não queria um efeito liso. Quanto tempo devo esperar para trocar de química? Dizem que o Tioglicolato dá um efeito mais natural. Estava pensando em trocar por ele, ou então fazer uma escova progressiva que deixaria o cabelo todo liso de uma vez, porque ele está indefinido no momento. [Viviane] [vivimacedo17@yahoo.com.br]

Cris: O melhor a fazer é a progressiva sem formol, pois não é um alisamento definitivo e não muda a estrutura do cacho. Faça apenas na raiz e deixe as pontas sem produtos.

Meu cabelo é fininho. Fiz luzes californianas há dois meses e entrei em colapso com o resultado, pois ficou espichado e seco, por mais que eu faça hidratação. Há duas semanas cortei mais ainda e fiz uma escova marroquina, mesmo assim, continua seco e as pontas horrorosas. No entanto, cerca de 10 cm da raiz, está com a fibra hidratada e boa. Será que posso cortar ainda mais ou vou piorar a situação? Não estou aguentando deixar crescer da forma que está. [Jane Gonçalves] [goncalves.jane@gmail.com]

Cris: As pontas dos cabelos são a parte mais ressecada e, quando fazemos clareamento, elas se tornam ainda mais sensibilizadas. Corte um pouco para melhorar esse ressecamento (a cada dois meses) e hidrate uma vez por semana.

Cortei meus cabelos curtinhos quando tinha 15. Agora tenho 37 e me arrependi, pois está sempre curto. Usei vários produtos para crescimento, mas eles parecem que não crescem nunca. Meu sonho é ter meu cabelo grande de volta. [gisele] [gisele-c-ramos@hotmail.com]

Cris: Corte as pontas a cada dois meses no primeiro dia da lua cheia o crescimento será 80% maior do que os outros dias, mas corte bem pouco.

Meu cabelo cai muito, e depois que eu fiz selagem ele está caindo mais ainda. O que eu faço? [terezacristina ] [teresacris02@hotmail.com]

Cris: Provavelmente sua raiz ficou um pouco mais oleosa e isso acarreta o acúmulo no couro cabeludo que pode ocasionar a queda. Procure lavar com mais frequência e utilize uma linha natural, que contenha ervas e plantas em sua composição que regulam o pH do couro cabeludo e o mantém mais equilibrado. Se a queda persistir procure um dermatologista especialista em Tricologia.

Meu cabelo é tingido, sempre lavo e hidrato. Posso fazer luzes com a tinta da Koleston para ele ficar vermelho? [INGRID COSTA QUEIROZ] [icostaqueiroz@hotmail.com]

Cris: Depende da cor do seu cabelo, pois tinta não clareia tinta. Se é isso que você deseja, e seu cabelo já for louro, pode ser feito com tinta Koleston vermelha. Se o seu cabelo for castanho terá que fazer mechas com descolorante e tonalizar com tinta vermelha.

Tenho cabelos crespos e meu problema é o frizz. Quando vou a salões e lojas especializadas me indicam alisar ou relaxar, só que um mês depois está tudo igual. Faço hidratações duas vezes por semana e cauterização duas vezes ao mês. Quero uma ajuda porque já fiz progressiva três vezes, relaxamento a cada dois ou três meses, e não quero ficar passando química seguidamente, mesmo porque não quero perder meus cachos. [glauci nascimento] [nglauci_oliveira@hotmal.com]

Cris: Os cabelos cacheados possuem muita personalidade. Você, que já cuida bastante dos fios, precisa conhecer uma linha, ou melhor, um conceito americano chamado Diva, que já se encontra no Brasil. Eles possuem um ritual para os cachos, como xampus sem lauril éter sulfato de sódio, que tira a proteção natural das cutículas dos fios, causando mais frizz. Outra dica é desembaraçar o cabelo no chuveiro e depois enxaguar com papel toalha para não arrepiar, apertando as mechas, sem esfregar.

Já fiz duas progressivas no meu cabelo. Na primeira vez ele parou de crescer. Depois que eu fiz a segunda, vi que não deu certo de novo. Meu cabelo só cacheava a raiz e ficava altão (eu fiquei nove meses sem relaxar). No mês passado eu relaxei, mas nesses nove meses meu cabelo tinha crescido só quatro dedos. Na hora em que relaxei não deu diferença nenhuma. Meus cabelos só estão com a raiz baixa, mas com o mesmo tamanho. Eu sempre tive cabelo grande, o que eu faço para ter meus cabelos compridos de volta? [Brendah][bren.lica@hotmail.com]

Cris: Corte a cada dois meses no primeiro dia da lua cheia e faça um tratamento reconstrutor uma vez por semana que seu cabelo voltará a crescer mais forte e mais saudável.

Preciso de uma orientação: sempre tive cabelos lisos, mas agora que estou na menopausa, os fios ficaram grossos e armados, o que devo fazer para domá-los? [Cibele] [cibeleccosta@yahoo.com.br]

Cris: O cabelo muda bastante na menopausa por fatores internos (hormonais). Faça um tratamento à base de aminoácidos, proteínas e colágenos. Uma sugestão é a linha Bonacure Q10 da Schwarzkopf, ou a linha RENU da Joico, específicas para cabelos "maduros".

Tenho 18 anos e moro de vergonha do meu cabelo. Ele era lindo e cacheado, mas eu alisei e foi o fim da picada: ele caiu, não voltaram os cachos e agora ele está horrível. [tatiane] [tatinha_1992@hotmail.com]

Cris: O cabelo passou por um processo de desestruturação, por isso quebrou e perdeu os cachos. Ele precisa de muito tratamento cortes a cada dois meses, se possível, na lua cheia, para ele voltar ao normal e não alisar mais. Tenha paciência e determinação.

Já passei muitos produtos no cabelo para alisar, mas eles não ficaram nem lisos, nem cacheados. Eu gostaria de voltar a ter os meus cachos. O que devo fazer? [Hanna] [hannacamila_14@hotmail.com]

Cris: Dependendo de como ele está agora o ideal é deixar ele crescer, ir cortando as pontas lisas e tratar bastante duas vezes por semana para ir voltando o movimento do cacho.

Cortei meu cabelo mais do que devia e estou louca pra que cresça o mais rápido possível. O que posso fazer para facilitar o crescimento? Quais produtos usar? [Stella] [coelho1.2@hotmail.com]

Cris: Recomendo a você cortar as pontinhas (mas só as pontinhas mesmo) a cada dois meses no primeiro dia da lua cheia, que é um dia especial para o crescimento. Procure usar uma vez por semana um xampu de limpeza do couro cabeludo, para deixar os bulbos capilares mais livres, promovendo um crescimento mais eficaz.

Por Daniela Salú às 16h01
    • Compartilhe
    • Orkut
    • Facebook
12/08/11

Cheirinho bom

Divulgação

Recebi tempos atrás um lançamento da Bio Extratus para testar: a linha Shitake Plus. Durante cerca de um mês utilizei em dias alternados o xampu (R$ 19,26), o condicionador (R$ 19,26), e, em uns dois finais de semana, a máscara hidratante (R$ 14,45). Os produtos são recomendados para cabelos desvitalizados, segundo o fabricante, e prometem “dar mais saúde à fibra capilar e devolver a resistência e elasticidade aos fios”. Bom, eu realmente senti o cabelo bem macio e hidratado nesse período, mas como não faço nenhuma química, não posso avaliar o efeito em fios que passaram por um desgaste maior, como uma tintura ou alisamento. O sensorial na hora do banho é o que realmente me chamou a atenção: os produtos envolvem os fios sem deixá-los embaraçados, daquele jeito “ninho de pássaro”que muitas vezes só se desfaz à custa de muito condicionador. Também não é preciso utilizar uma grande quantidade. Mas o gostoso mesmo é o cheiro. Confesso que shitake não era algo que eu associava a um perfume bacana, mas os produtos deixam um aroma delicioso, que fica de uma maneira bem suave nos fios, sem ofuscar o ar de quem está por perto. Para saber onde encontrar acesse www.bioextratus.com.br

Por Daniela Salú às 13h22
    • Compartilhe
    • Orkut
    • Facebook
14/06/11

Autoajuda para crespas, cacheadas e onduladas

Mesmo sendo jornalista, preciso admitir que raramente encontro alguma informação realmente nova ao ler reportagens sobre cabelos crespos, cacheados ou ondulados. Muitas vezes fico com impressão de que a autora do texto é uma lisa escorrida, que não imagina os perrengues que passamos para sair de casa com um cabelo minimamente ajeitado. Por isso me surpreendi positivamente ao terminar a leitura de “Orgulho dos Cachos”, livro patrocinado pela L’Oréal Paris, lançado há dois meses em São Paulo, com a presença da atriz Taís Araújo, que assina o prefácio.

De início, não botei muita fé na publicação, acreditando que seria apenas uma maneira de fazer propaganda dos cosméticos da marca. No entanto, descobri que além de não citar qualquer marca de produto, o livro funciona como uma verdadeira lição de autoajuda para as onduladas, cacheadas e crespas. Lá estão explicações detalhadas sobre as diferenças entre cada tipo de cabelo, dicas de cuidado, sugestões de corte, e a parte que considerei mais importante: vários depoimentos de mulheres comuns, que contam a sua relação com o cabelo e como encontraram uma maneira de viver em paz com suas ondas.

Sei que parece exagero para quem não se liga muito nesse assunto, mas as donas de cabelos não lisos sabem o quão tortuoso pode ser o caminho para viver em harmonia com seus fios. Festas, viagens, encontros românticos... Tudo vira um estorvo se o cabelo não colabora naquele momento – e cabelo crespo tem um humor próprio, vocês sabem. Foi exatamente por isso que gostei tanto dos depoimentos das meninas que participam do livro. Elas são naturalmente bonitas, bem resolvidas e refletem de verdade o tal orgulho que dá título ao livro. Para quem ainda anda lutando contra o seu DNA, gastando tempo e dinheiro com alisamentos mirabolantes e torrando os fios na chapinha, a publicação pode ser uma pequena luz no fim do túnel.

“Orgulho dos Cachos”
Editora Duetto
144 páginas
Preço: R$ 19,90
À venda nas livrarias de todo o país

Por Daniela Salú às 14h10
    • Compartilhe
    • Orkut
    • Facebook
27/05/11

As várias faces de Oprah Winfrey

www.oprah.com

Na última quarta-feira (25) a rainha da televisão americana Oprah Winfrey encerrou uma trajetória de 25 anos no comando de seu talk show, para comandar seu próprio canal de TV. Ao longo desse tempo, a apresentadora exibiu os mais diversos looks capilares, variando comprimentos, texturas e cores. No site oficial de Oprah, as fãs mais ardorosas podem utilizar uma ferramenta para colar o seu rosto no lugar da apresentadora em uma série de penteados. E, para quem quiser matar as saudades, também há uma linha do tempo de todos os cabelos de Oprah. Qual é o seu preferido?

Por Daniela Salú às 23h03
    • Compartilhe
    • Orkut
    • Facebook
25/05/11

Vento ventania

A primeira-dama Michelle Obama durante viagem de seis dias pela Europa (fotos AFP, AP e Reuters)

Quem disse que vida de primeira-dama é fácil? Michelle Obama que o diga. Mesmo sendo casada com um dos homens mais poderosos do mundo, ela não está livre dos golpes de vento que literalmente desmontam a nossa pose, como mostram as fotos da cobertura da visita do presidente dos EUA à Europa. Por sorte, a primeira-dama parece levar a situação na esportiva, e continua sendo um exemplo de elegância. Boa lição para todas as mulheres que se desesperam com ventos traiçoeiros.

Por Daniela Salú às 15h29
    • Compartilhe
    • Orkut
    • Facebook
19/05/11

As mudanças capilares nos grandes momentos da vida

Reprodução

O antes e depois de Gloria Pires em "Vale Tudo" (no alto) e "Insensato Coração"

Além de cabelos, outra coisa que amo são as novelas – especialmente as de Gilberto Braga, como “Insensato Coração” e a inesquecível “Vale Tudo”. Esses dias, na primeira trama, a personagem de Gloria Pires, Norma, resolveu que iria mudar o visual para começar a arquitetar a sua vingança contra Léo (Gabriel Braga Nunes). É claro que a primeira medida foi cortar o cabelo. Imediatamente me lembrei de Maria de Fátima de “Vale Tudo”. Em uma cena memorável no comecinho da novela, a personagem, que tentava ser uma modelo de sucesso, rouba uma agenda de telefones da badalada revista “Tomorrow” e liga para a atriz Ísis de Oliveira, se passando por uma repórter, para saber quem ela considerava o “melhor cabeleireiro do Rio de Janeiro”. Na cena seguinte, lá está Maria de Fátima com seu indefectível chanel que marcou sua trajetória de vilã.

Além de pensar como os padrões de beleza mudaram de 1988 para cá (quem diria que o cabelo de Ísis de Oliveira já foi uma referência de beleza nessa era da progressiva?!), fiquei imaginando por que quase sempre o cabelo é o protagonista de grandes momentos nas nossas vidas. Ao terminar um relacionamento, é batata: lá vai a mulher para um salão cortar e tingir para esquecer o ex (ou ficar mais bonita na esperança de que ele valorize o que perdeu!). Apareceu uma festa importante no final de semana? É o que basta para enlouquecermos pensando em que cabelo vamos usar na ocasião. Pintou uma viagem? Lá vamos nós pensar no xampu, condicionador e produtos complementares que precisarão caber no nécessaire, isso sem falar em secador, chapinha e adjacentes (se a viagem for internacional então, precisa ver se a voltagem é compatível, se tem adaptador pra tomada e por aí vai).

Isso sem falar nos rituais capilares que envolvem também os homens, como a conquista do primeiro emprego (em lugares mais formais), entrar na faculdade ou no exército, o que significa o adeus aos fios longos, muitas vezes cultivados por anos a fio e com um cuidado que supera o de algumas mulheres. Aliás, até mesmo na infância, quando nem nos damos conta do mundo à nossa volta, o primeiro corte de cabelo já vira um acontecimento, e não é raro que as mães guardem algumas mechas pelo resto da vida como lembrança!

Algumas pessoas podem até torcer o nariz, achar que cabelo é uma coisa fútil, mas não tem jeito: nos grandes momentos, se ele não está de acordo com o que queremos, parece que a vida fica ainda mais complicada. Pergunte para qualquer pessoa em um “bad hair day”!

Por Daniela Salú às 13h46
    • Compartilhe
    • Orkut
    • Facebook
26/04/11

Adeus ao frizz

http://www.livingproof.com/no-frizz/

Olá pessoal, tudo bem? Depois de uma longa ausência, em parte devido a uma viagem que fiz a Milão para uma cobertura de UOL Casa e Imóveis, quero retomar a minha promessa de comentar o resultado que obtive com alguns novos produtos que comprei no início do ano.

Seguindo o conselho de minha amiga crespíssima Regina Valadares, expert na arte de dominar os cachos, adquiri xampu, condicionador e creme de pentear da linha No Frizz, da Living Proof. Estou testando esses produtos há cerca de um mês, e posso dizer que finalmente encontrei algo que elimina os indesejáveis fios arrepiados, faça chuva ou faça sol. Mas a maior vantagem, na minha opinião, foi a extrema maciez que o cabelo ganhou. Além disso, os produtos são leves, não deixam perfume forte nem aparência pegajosa, e rendem bem, sem necessitar aplicações generosas. A única coisa que me desagradou um pouco foi a falta de definição nos cachos. O cabelo ficou até um pouco murchinho. Mas, secando ao natural ou com secador, o frizz sumiu mesmo. Para quem se interessar, aí vai o site da empresa: www.livingproof.com

Por Daniela Salú às 15h34
    • Compartilhe
    • Orkut
    • Facebook
01/04/11

Um salão para quem não gosta de salão

www.retrohair.com.br/blog

Sei que parece contraditório, mas apesar de amar o assunto cabelo, eu simplesmente detesto ir ao cabeleireiro. Não sei se é trauma da minha época escrava da escova, mas o barulho dos secadores, as esperas intermináveis aos sábados e as revistas de fofoca pra lá de passadas formam um cenário de terror para mim.

No último mês eu andava enlouquecida para cortar o cabelo, mas não tinha tempo. Precisei trabalhar alguns finais de semana, viajar em outros, e nos dias úteis, não conseguia uma manhã para ir ao salão. Segunda-feira passada, enfim, tirei uma folga do trabalho e planejei minha tosa na juba. Mas, qual não foi a minha surpresa quando descobri que o cabeleireiro com quem eu vinha cortando nos últimos tempos estava de folga também! Fiquei aflita, afinal, quando uma crespa consegue um bom profissional, fica difícil confiar em outro. Mas, como a vontade de cortar era maior que o medo, acabei resolvendo testar outro salão, e me dei bem.

Algumas amigas do UOL já haviam falado do Retrô, um salão que abriu há pouco mais de um ano na rua Augusta, em São Paulo. Para minha sorte, eles estavam abertos no dia, e com horário livre. Chegando lá, gostei de cara do ambiente – apesar do ar moderninho, as pessoas foram bastante simpáticas, sem nenhuma afetação ou ar blasé. Com uma decoração nostálgica e aconchegante, o lugar é tranquilo e em nada lembra o ambiente frenético da maior parte dos salões.

Um cabeleireiro, o Fernando, veio conversar comigo, para saber o que eu queria. Expliquei que queria dar uma reduzida no volume e que não me importava em diminuir o comprimento. Também disse que detestava perder tempo na finalização, e precisava de algo que não dependesse de escova ou chapinha. Ele rapidamente entendeu o espírito da coisa e deu uma boa desfiada no meu cabelo, deixando a parte de trás curtinha, com laterais e frente mais compridas, na altura do queixo, bem desconectadas. Conclusão: em menos de meia hora eu tinha resolvido meu incômodo por R$ 55 e ainda com direito a uma ótima lavagem antes e depois – sem que isso custasse 1 centavo a mais.  Detalhe: o lavatório é delicioso, permitindo que você fique completamente deitada, sem sofrer com dores no pescoço.

Se você ainda não achou um cabeleireiro para chamar de seu, acesse o blog e conheça mais sobre o Retrô: www.retrohair.com.br/blog

Por Daniela Salú às 12h10
    • Compartilhe
    • Orkut
    • Facebook
07/03/11

Especialista do "Esquadrão da Moda" ajuda descabelados em desespero

Getty Images

Se você já está beirando a psicopatia por não saber como dar jeito no seu cabelo, respire fundo e largue os objetos cortantes mais próximos! De tempos em tempos enviamos as dúvidas dos leitores para os profissionais da área darem a sua opinião. Desta vez, quem ajuda a acalmar os crespos e cacheados do blog é o cabeleireiro Rodrigo Cintra, que atua no salão Studio W em São Paulo, além de ser o responsável por repaginar os fios das participantes do programa “Esquadrão da Moda”, no SBT.

Olá, meu nome é Lidiane e gostaria que me ajudasse a clarear minhas idéias. Meu cabelo é crespo e em novembro de 2010 fiz uma escova chamada Agilise. Agora meu cabelo está com as pontas espichadas e a raiz crescendo e enrolando. Não sei se corto bem curto e deixo crescer como ele é, ou se retoco a raiz com um relaxamento, pois não tenho paciência de esperar ele crescer mais pra eu não ter que cortar tanto.
Rodrigo Cintra: Lidiane, apesar de ter alisado muito suas pontas, essas escovas são temporárias, e acredito que daqui mais ou menos dois a três meses o seu cabelo vai voltar a cachear nas pontas. Uma dica para você ter seus cachos de volta é, após o banho, com o cabelo molhado, aplicar um bom mousse ou ativador de cachos. Seque o cabelo amassando com difusor. Se você fizer relaxamento aí sim o alisamento vai ser definitivo e só vai sair com um corte.

Meu cabelo está muito quebrado. Algumas partes estão com 10 cm de comprimento. Já faz quatro meses que não aliso e ele está com muito volume. Meu fio é fino e muito cacheado. Que tratamento devo utilizar? Qual é o alisante adequado? Quais são os produtos de uso diário indicados? [tatiana_silva_2009@hotmail.com]
Rodrigo: Olá Tatiana. A primeira coisa que você precisa fazer para parar a quebra do fio é caprichar em hidratações a base de queratina, para reconstruir e fortificar seus fios. Como você disse seu cabelo é muito fino e com certeza muito frágil, a minha sugestão é que você aceite seus cachos, que inclusive está super na moda, e pare de fazer alisamentos. Afinal, se o seu cabelo já está quebrando, com o retoque ele pode quebrar ainda mais. Deixe os fios descansarem um pouco, e, ao invés de gastar dinheiro alisando, invista em tratamentos.

Meu cabelo é crespo e está sem vida, sem brilho e com um aspecto não muito bom. Já fiz relaxamento três vezes e acho que esse é o motivo pelo qual ele esteja assim. Gostaria de saber uma forma de deixar meu cabelo liso por mais tempo e com vida. Já me recomendaram fazer cauterização, mas gostaria de saber de um profissional, o que é melhor de se fazer nesse caso. [Phelipe Silva] [phelipe_pokerface@hotmail.com]
Rodrigo: Phelipe, provavelmente seu cabelo está assim devido aos relaxamentos, pois eles modificam internamente os fios e causam uma agressão um pouco forte. Eu trabalho muito com visagismo, que é fazer um corte que combine com o rosto e personalidade de cada um, e principalmente tirando proveito da sua naturalidade. Minha sugestão é parar com o relaxamento e tirar o melhor proveito do seu cabelo cacheado.

Tenho cabelo ondulado, mas ele não está mais liso e nem ondulado. Queria dicas de como tratá-lo melhor para que ele volte a ser o que era. Caso contrário, vou ter que cortar curto e não fico muito bonita com ele nesse comprimento. Quais cremes de massagem, xampu e condicionador se dão melhor com meu tipo de cabelo? [karen] [karenmelhoresamigas@yahoo.com.br]
Rodrigo: Olá Karen! Hoje muitas marcas lançam produtos específicos para cabelos cacheados, que são desenvolvidos justamente para dar mais nutrição, brilho e maciez para esse tipo de cabelo. Quanto a estimular os cachos, uma dica é aplicar uma mousse ou ativador de cachos após o banho, e secar amassando com difusor.

Tenho cabelos crespos e há algum tempo fiz um relaxamento para reduzir o volume. Só que, ao invés de melhorar, só piorou meu cabelo, que agora está sem brilho, ressecado e quebra com facilidade. Qual tratamento ou produto devo usar para recuperar meu cabelo e ter cachos mais definidos? [Thamiris R. Araujo] [thamih_tra@hotmail.com]
Rodrigo: Thamiris, pelo que vi muitas mulheres como você estão com problemas de quebra de fio devido a alisamentos. Minha sugestão é você caprichar em tratamentos de reconstrução, principalmente aqueles à base de queratina. Seu cabelo vai ficar muito mais forte. Uma outra dica é ACEITE SEUS CACHOS! Sua vida vai ter muito mais praticidade e você terá um cabelo bem mais saudável.

Gostaria de saber se posso reaplicar progressiva após 15 dias de uso do produto. [mirian Correia] [milli_frendis@hotmail.com]
Rodrigo: Olá Mirian! Aplicar o produto após 15 dias não pode. O procedimento precisa de, no mínimo, três meses para o próxima aplicação – eu recomendo um intervalo de quatro meses. Tome muito cuidado com produtos de progressiva. Verifique se a marca utilizada pelo profissional tem todos os registros na ANVISA e se a empresa é seria.

Sou dona de cachos muito enrolados e finos, quase cabelo de bebê, mas, por não ter peso algum, acaba com muito volume. O problema é encontrar finalizadores que se adaptem, porque, ou ele fica pesado demais, ou leve demais (no caso das mousses), e como ele é muito seco, eu preciso sempre escolher pelo produto mais hidrante, porém mais pesado. Continuo tentando de tudo, e estou aberta para novas dicas. [Zahra] [assaddaka@gmail.com]
Rodrigo: Zahara, além de produtos adequados, cabelos cacheados precisam do corte certo. Se você repicar muito ele arma demais, e se não tiver leveza, ele fica sem forma. Uma dica para quando você for cortar o cabelo: peça para o profissional desfiar com tesoura camadas por dentro do cabelo, em vez de repicar. Aí você vai ter aquele movimento na medida.

Sou loira platinada e sábado meu cabelo caiu, desmanchou nas mãos da cabeleireira. Estava abaixo do ombro e agora tem apenas cinco centímetros de comprimento. Vi na internet que, para acelerar o crescimento, há uma fórmula caseira: Monovim A e Bepantol (solução). Estou desesperada. Posso utilizar a mistura no meu cabelo danificado? [Bianca] [bianca.vasconcelos.bv@hotmail.com]
Rodrigo: Oi Zahra, devido ao ocorrido, recomendo você não fazer mais nada de química e aplicar somente loções com a orientação de uma dermatologista.

Por Daniela Salú às 11h26
    • Compartilhe
    • Orkut
    • Facebook
16/02/11

Um cabelo de fazer inveja

TV Globo/Marcio Nunes

Além dos cabelos, uma das minhas maiores paixões são as novelas. Pode ser mexicana, colombiana, reprise ou Global das 8, não importa. Se pudesse, eu via todas. Mas hoje eu quero falar especificamente de “Insensato Coração”. 

Desde a estreia estou querendo escrever um post sobre os cabelos da nova trama de Gilberto Braga. No entanto, o tempo passou e a única coisa que não me sai da cabeça nesse primeiro mês de novela é o cabelo de Camila Pitanga.

Particularmente, não tenho memória de vê-la com algum look feio, mas nesta personagem, Carol, ela está especialmente bonita. Além do figurino, que, ao que consta, é um daqueles sucessos de público que mobiliza os atendentes da emissora, o cabelo dela está me matando de inveja!

O corte repicado na altura do ombro parece que deixou Camila ainda mais esguia e elegante. O formato irregular deu um movimento bacana, com volume controlado, na medida certa. E, para fechar em grande estilo, a opção de mantê-la ondulada só reforça a minha tese de que não é preciso ser adepta da chapinha para ter um visual bacana e bem cuidado.

É claro, vocês podem argumentar, há todo um padrão Globo de qualidade por trás desse visual (e os fios naturais dela não são dos mais crespos). Obviamente, na hora de gravar, rola uma produção necessária para a composição da personagem. Mas eu continuo acreditando que, mesmo para as demais mortais, um bom corte, produtos de qualidade e sabedoria para usá-los podem garantir um visual tão bacana quanto o de Camila Pitanga sem a necessidade de alisamento.

Por Daniela Salú às 22h36
    • Compartilhe
    • Orkut
    • Facebook
19/01/11

Dose semanal de maciez

www.ouidad.com

Como prometido, quero dividir com vocês as minhas experiências com os produtos para cabelo que encontrei nas perfumarias americanas. Para começar, testei um produto de hidratação semanal da Ouidad, cabeleireira especializada em cachos que recentemente lançou uma linha no Brasil em parceria com a Seda, mas comercializa também produtos com seu próprio nome (infelizmente não disponíveis no nosso país).

O produto que eu usei é o 12 Minute Deep Treatment Intensive Repair (custa US$ 25 o frasco com 75 ml na Sephora). O preço é salgado, mas ao menos no meu cabelo, o resultado foi o melhor que já encontrei nesse tipo de máscara semanal. As instruções para usá-lo são meio chatinhas: deve-se encharcar o cabelo com o produto, colocar uma touca de banho e acionar o secador por 5 minutos para aquecer os fios. Depois deixar a cabeça envolta por mais 7 minutos até completar o tempo total de tratamento, para então, finalmente, passar um condicionador de uso diário nos fios antes de enxaguar ambos os produtos com água morna.

Confesso que não segui exatamente o procedimento – sim, deu a maior preguiça após muito tempo usando máscaras que agem em 3 minutos sem a necessidade de calor. Não encharquei o cabelo com o produto (podem me chamar de pão dura!), não usei touca (há séculos aposentei esse acessório), e tampouco tive paciência para usar um secador. Também não contei o tempo em que o produto agiu no meu cabelo (esqueci de levar o relógio para o banho), mas mesmo com todo esse meu desleixo, fiquei maravilhada com o resultado. Meu cabelo ficou macio, leve e solto como eu nunca tinha sentido, sem falar que o frizz desapareceu quase por completo. Entretanto, é preciso considerar que no dia do teste, os fios secaram naturalmente em casa, ou seja, não sei como seria o look final tomando algumas rajadas de vento na rua ou secando com o difusor. Mesmo assim, achei a experiência válida.

Nas próximas semanas continuarei testando mais produtos e contando o resultado aqui. E se você já usou algum deles, diga para nós a sua opinião. Afinal, será que existe algum produto que consiga deixar todas as cacheadas e crespas felizes?

Por Daniela Salú às 22h43
    • Compartilhe
    • Orkut
    • Facebook
03/01/11

Ano-novo, cabelo novo

Joel Silva/Folhapress

Pois é, pessoal. Mais um ano começa, e com ele, uma lista de promessas e mudanças que pretendemos colocar em prática. Pode ser perder uns quilos, começar um curso, ou mudar o cabelo, como fez a nossa nova presidente Dilma em sua posse no último sábado. Os fios mais claros deram um pouco mais de leveza ao seu visual normalmente pesado e austero. Ponto para Celso Kamura, o novo cabeleireiro da presidência, substituindo Wanderley Nunes, que cuidava da primeira-dama Marisa Letícia.

Mudanças políticas à parte, também vou aproveitar o início do ano para buscar novidades capilares. Estou embarcando para uma temporada de duas semanas nos Estados Unidos, meca do consumo e terra fértil para encontrar produtos que não chegam aqui, ou até chegam, mas com precinhos nada camaradas. Quero explorar diferentes marcas de xampus, condicionadores, finalizadores e máscaras de tratamento para cabelos ondulados e crespos, e depois contar para vocês o resultado. Cruzem os dedos para que eu não gaste meus dólares em vão!

Beijos e feliz cabelo novo para todos!

Por Daniela Salú às 16h12
    • Compartilhe
    • Orkut
    • Facebook
11/12/10

Volume, tinturas, alisamentos e outras dúvidas cabeludas - parte 2

Oi pessoal! Depois de uma longa ausência, finalmente consegui tempo para reunir as dúvidas que recebi aqui e passar para dois profissionais ajudarem a respondê-las. Os escolhidos da vez são Luis Silva, cabeleireiro do recém-inaugurado Studio Lorena Hair & Spa, em São Paulo, e Paula Escobar, cabeleireira do Squasso Centro de Beleza e SPA, no Rio de Janeiro. Continuem mandando suas dúvidas cabeludas para cá! Como foram muitas perguntas - e algumas respostas longas, o post segue dividido em duas partes:

Tenho cabelo naturalmente cacheado, mas fui a um salão para fazer uma escova mais crespa e prender para um casamento. Só que o profissional fez a escova e depois passou a chapinha. Meu cabelo ficou liso? Não sei o que fazer, odeio cabelo liso, me ajudem. [silvia] [silvialenhart@hotmail.com]
Luis: Silvia se ele apenas passa a chapinha sem nenhum produto químico, esse cabelo pode voltar ao natural assim que você lavá-los novamente. Se isso não ocorrer, procure o profissional e peça uma explicação para o que aconteceu.

Os profissionais dizem para usarmos produtos sem lauril sulfato de sódio. Quais são eles, pois o meu cabelo é super cacheado e parece que nenhum produto fica bom. [lu lemos] [lulemos09@gmail.com]
Luis: Quando for comprar produtos para seus cabelos, leia as composições no rótulo, ou peça ao atendente que lhe indique qual o melhor para seu tipo de cabelo.

Paula: Este componente é prejudicial quando usado em alta concentração, caso contrário não é nocivo, é apenas um desengordurante. Em alta concentração pode causar irritações ou eczemas na pele. As grandes empresas fazem uso de forma consciente, portanto, preste atenção nos fabricantes. Como você tem cabelo cacheado, um produto com este componente em alta concentração irá realmente prejudicar seu fio, já que os cabelos cacheados dependem e precisam da gordura natural do fio intacta para não ressecar.

Meu cabelo era um pouco ondulado, natural, sedoso, castanho escuro. Há um ano comecei a pintar de tons vermelhos. Primeiro usei tonalizante, e depois tinta, uma vez por mês, sempre variando a marca. Sempre quis ser ruiva, mas ainda não consegui. Meu cabelo hoje está armado, ressecado, com pontas duplas e quebradiço, na cor chocolate. Já fiz selagem para hidratar e faço máscara semanalmente. Queria alguma dica para que ele volte ao normal. [dayanne] [dayannekboaventura@hotmail.com]
Luis: Dayanne procure fazer as colorações mensais sempre no mesmo local e com o mesmo produto. Não há cabelo que resista todo mês a uma química diferente.

Paula: O problema pode estar na maneira como foi aplicada. Acredito que, pelo seu relato, as colorações foram aplicadas e reaplicadas sobre as áreas já coloridas. No seu caso, o problema deve ser a sobrecarga de química no fio. Se mantenha fiel a uma marca de coloração, assim você não irá misturar tecnologias, pois geralmente os fabricantes colocam componentes que podem ser incompatíveis com os da outra marca. Referente aos tratamentos, indico os ricos em extrato de oliva, óleo de girassol, cashmere, lanolina, creatina, glicina, óleo de argan, vitamina E, bambu, manteiga de karité e algas marinhas. Comece fazendo um tratamento por semana, durante um mês, depois passe a fazer quinzenalmente e depois mensalmente. Em três meses você terá outra textura capilar. E não se esqueça de usar um finalizador com proteção UV, no seu caso, o Potion 9 da Sebastian ou o SH-RD da N.P.P.E seriam ótimas opções.

Tenho o cabelo cacheado com a raiz lisa e fios muito finos, por conta de um uso excessivo de tintura. Agora meu cabelo não tem mais uma aparência boa. Queria saber quais os tipos de produtos que podem ajudar. Além disso, o corte está muito reto, e, se fosse possível, queria uma sugestão para melhorar meu visual. [daiane] [daiihlemos@hotmail.com]
Paula: Bem Livia, temos que dar corpo ao seu fio, ou seja, efetuar um preenchimento de massa capilar. Para isso, algumas empresas possuem tratamentos e produtos específicos. Destaco a Kérastase com Volumorphose, que é uma ampola de dose única que perdura nos fios por até dez lavagens. O tratamento da System Professional usando a infusão de volume também traz massa capilar. Outra ótima opção que além de dar corpo proporciona um brilho espelhado é o Cellophanes da Sebastian. Seus extratos botânicos se depositam sobre a camada de cutícula dando corpo e brilho. Há também o realinhamento com aminoácidos que encorpam, nutrem e reduzem o volume e o frizz em até 60%.

Já usei muitas químicas no meu cabelo, como relaxamento e alisamento, mas o volume dele não baixou como eu gostaria. Ele agora está da raiz ao meio cacheado e do meio às pontas liso. Por favor, me indiquem algum produto ou tratamento para que ele fique sem volume. [Ângela Alves] [angelmoreninha.cg.pb@hotmail.com]
Paula: Para ter o cabelo normal novamente, vá cortando a cada dois meses até remover toda a química. Enquanto isso, faça tratamentos com bases oléicas/lipídicas para amenizar o volume. Indico o tratamento de redução de ondas (R.P.O); o Hydrate da System Professional, o K-Pak da Joico e a algoterapia. Eles irão ajudar a amenizar o volume e devem ser feitos semanalmente. Não esqueça também de adquirir um bom produto para uso em casa.

Meu cabelo tem um fio bastante fino, liso na raiz e um pouco ondulado nas pontas. Mas como não pesa, fica meio “farofa” quando resolvo usá-lo solto. O que posso fazer? Também gostaria de dicas de máscaras de hidratação. [Livia] [livia_gurgel@hotmail.com]
Luis: Lívia procure fazer hidratação sempre com o profissional, peça a ele que lhe indique qual manter em casa.  Existe uma variedade de marcas e produtos, ele saberá indicar a melhor opção.

Paula: A System Professional acabou de lançar um tratamento com infusão de volume, à base de casca de crustáceos, que dá corpo ao fio. A Kérastase tem uma linha com ampolas de volume que encorpam o cabelo. Outra opção é o tratamento Cellophanes da Sebastian, que deixa o fio encorpado, pesado e com brilho. Todos esses produtos são de uso profissional, portanto será necessário você procurar um cabeleireiro para executá-los. Entretanto, eles possuem linhas de manutenção que você poderá usar em casa.

Meu cabelo é liso, mas tem uma parte dele que fica grosso e ondulado, tirando o brilho do cabelo quando está grande. O que posso fazer para acabar com os indesejáveis cabelos grossos (ruins) e possa ter um cabelo 100% liso como desejo? [hellton Hemington A.F. de sousa ] [hellton.eaj@gmail.com]
Paula: O ideal seria você fazer uma escova hidronutritiva da Wella. Essa química deixará seu cabelo liso, e, com o tempo, a estrutura dos fios ficará diferente. É importante ter uma linha de manutenção para manter a hidratação do cabelo.

Meu cabelo é muito fino e ralo. Qual é o corte que combina com ele? [Soraia Cutrim] [soraia-cutrim@hotmail.com]
Paula: Dê preferência a cortes com bases sólidas para dar um peso maior. Evite os desfiados.

Tenho cabelos cacheados, tratados com relaxamento de quatro em quatro meses. Até pouco tempo, nunca tinha me visto de cabelo liso, só que fiz uma escova e todo mundo gostou. Me acharam mais bonita, mais magra, e eu também me achei linda. Decidi então alisar, mas tenho medo, porque será para o resto da minha vida. Tenho medo dele cair, quebrar, enfim, gostaria de saber a melhor linha de tratamento para cabelos alisados. A cabeleireira vai usar o alisante Sfera, ele é bom? Pesquisei na internet mas não achei nada consistente sobre o assunto. [Joana Paula] [jpas_mcp@hotmail.com]
Luis: Joana, se os seus cabelos são tratados com relaxamento, continue usando assim. Eu não aconselharia alguém que relaxa os cabelos a fazer um alisamento. Faça sempre hidratações para manter os fios sedosos e escova para mantê-los lisos. Não conheço o produto, então não tenho como dizer se é bom ou não. Na dúvida, aconselho que não faça o alisamento.

Paula: Na minha opinião, o Wellastrate da Wella é o que se tem de mais moderno e eficaz no mercado. Mas em um trabalho executado com profissionalismo, não há motivos para você se preocupar com quebra ou queda. É muito importante ter uma linha de manutenção em casa. Recomendo a Straight da Lifetex Wella Professional.

Tenho 11 anos e cabelos super mega power cacheados. Gostaria de saber se cabelo cacheado duro é bonito e se existem penteados para o cabelo crespo sem ser solto. [julia]
Luis: Julia, na sua idade tudo é bonito. Existem várias maneiras de deixar seu visual muito legal se você tiver criatividade. Peça a sua mãe que a leve a um salão ou a uma loja de cosméticos para saber que tipo de hidratação é a melhor para o seu tipo de cabelo, assim eles ficarão mais macios e bonitos. Para penteados, use presilhas e fivelas bonitas de sua preferência, faça tranças, rabos e enfeite com algum acessório legal. Garanto que ficará muito bom.

Paula: Brinque com os finalizadores como mousses e pomadas, e prenda como quiser. Você pode cachear as laterais e prender ao meio, fazer tranças e prender, usar ele natural crespão, no estilo da atriz Sheron Menezes. O mercado está cheio de opções de finalizadores para domar e moldar todos os tipos de cabelo.

O que faço para meus cabelos ficarem lisos, ondulados ou cacheados sem chapinha, só com rolos ou secador para parecer mais natural? [sulaima] [sulaimagolam@hotmail.com]
Luis: Sulaima comece com uma escova mais modelada, depois faça rolos com o dedo ou com bobes. Deixe algum tempo e solte-os passando apenas os dedos. Eles ficarão com aspecto mais natural, bastante brilho e movimento.

Paula: Uma boa opção, e que não há tempo que a substitua, é a famosa touca. Com os cabelos secos, coloque uma touca e deixe por uma hora, depois é só soltar. Para tê-los cacheados, use o Whipped Cream da Sebastian nos fios ainda úmidos. Faça rolinhos com os dedos e deixe secar naturalmente.

Por Daniela Salú às 13h20
    • Compartilhe
    • Orkut
    • Facebook

Volume, tinturas, alisamentos e outras dúvidas cabeludas

Oi pessoal! Depois de uma longa ausência, finalmente consegui tempo para reunir as dúvidas que recebi aqui e passar para dois profissionais ajudarem a respondê-las. Os escolhidos da vez são Luis Silva, cabeleireiro do recém-inaugurado Studio Lorena Hair & Spa, em São Paulo, e Paula Escobar, cabeleireira do Squasso Centro de Beleza e SPA, no Rio de Janeiro. Continuem mandando suas dúvidas cabeludas para cá! Como foram muitas perguntas - e algumas respostas longas, o post segue dividido em duas partes:

Meu cabelo é liso e fino natural. Há um mês fiz luzes e ele ficou ondulado. Não uso chapinha e queria saber um produto que voltasse deixar o meu cabelo como era antes, até porque quero a fazer luzes novamente. [Daniela] [dany_cfsampa@hotmail.com]
Luis Silva: Daniela, o que pode ter acontecido é que o produto das mechas, ou seja, o descolorante, ficou nos fios por um tempo além do necessário, o que acabou deixando o cabelo frisado e sem vida. O ideal é fazer algumas hidratações para que ele volte a ter sua textura natural ou, pelo menos, melhorar esse aspecto.

Paula Escobar: Daniela, o ideal é que você procure um terapeuta capilar para fazer uma anamnese e ver realmente o dano causado ao seu fio. Até lá, aconselho o uso de produtos com uma carga lipídica e protéica. Indico a linha Moisture Recovery da marca Joico, mas utilize o Treatment Balm no lugar do condicionador uma vez por semana. Outra opção é a linha Enrich Lifetex, usando como condicionador a máscara Self Warm (aplique com as mãos secas). Como finalizador indico o SH-RD Protein Cream da Marca NPPE ou o Hair Oil da Lifetex.

Tenho muito cabelo e ele é volumoso. Você pode me indicar algum creme que reduza o volume e deixe os cachos bem definidos? [Driely] [gaigardi@hotmail.com]
Luis: Driely é muito difícil encontrar algum tipo de creme que reduza o volume. Você pode usar algum produto que controle esse volume ou fazer um tipo de relaxamento no salão, com produtos de qualidade. Já para os cachos, você pode encontrar no mercado vários produtos que ajudam na disciplina e definição dos cachos.

Paula: Aconselho você duas alternativas. A primeira seria fazer um relaxamento hidronutritivo suave da Wella. Este processo não necessita de escovação e muito menos de piastra. A durabilidade, dependendo de suas ondas, pode chegar a seis meses. A segunda alternativa seria uma escova conhecida como escova de aminoácidos R.P.O. (relaxamento progressivo de ondas). Este já é um processo totalmente natural, sem química alguma, pois o composto ativo desse produto deriva de uma planta chamada cherymoia, que é riquíssima em aminoácidos como arginina e creatina, dentre outros 17, o que reduz o volume até 60% e nutre profundamente os fios. Sua durabilidade pode variar de 30 a 60 dias.

Meu cabelo era liso, mas depois de ter caído, ele nasceu bem crespo. Isso pode ser revertido? [marcela] [laninha_cb@hotmail.com]
Paula: Primeiramente precisamos saber a causa e origem da sua queda para dar um diagnóstico preciso. No caso de gravidez, seu corpo sofreu uma mudança hormonal, que alterou a estrutura capilar, podendo ou não voltar à sua origem, mas só vamos saber disso após alguns anos, quando houver a troca total dos fios. No caso de química, ele talvez nunca volte a ser o mesmo, devido aos efeitos dos quimioterápicos, mas tudo é possível com as evoluções genéticas que vivemos. O ideal mesmo é você procurar um dermatologista para fazer uma análise mais precisa do bulbo e sua germinação. No caso de alopecia também e difícil garantir que ele volte a nascer como antes, porque além da disfunção, há também os hormônios da mulher que são grandes influenciadores. Aconselho um conjunto de profissionais auxiliando nesse processo: um dermatologista, uma nutricionista e uma hairstylist que seja também terapeuta capilar. O trabalho casado desses profissionais será fundamental para que você volte a ter seus cabelos como eram.

Tenho o cabelo muito crespo e uso Guanidina há mais de três anos, no entanto, as três últimas aplicações que fiz me causaram queda. O meu cabelo estava abaixo do ombro, mas agora está chanel. Estou fazendo várias hidratações para que ele cresça e fique melhor. Queria mudar de produto de alisamento para relaxamento, mas estou com medo de perder todo o meu cabelo. O que faço? [Juliene] [juliene.r.n@hotmail.com]
Luis: Juliane, você deve conversar com o profissional que executou o serviço em seus cabelos e saber com ele o motivo da queda. Já a troca de produto deve ser feita por outro que seja compatível com o anterior.

Paula: Olá Juliene. Se você estiver sob os cuidados de um bom profissional, ele ou ela saberá executar a mudança de química com segurança. Continue com tratamentos intercalando aminoácidos com creatina, cistina, alanina e abuse das proteínas vegetais e animais, como: ceramidas, lanolina, cashmere, extrato de trigo, óleos de oliva, proteína da seda e óleo de girassol. Esses componentes são encontrados na linha System Professional da Wella e alguns deles também podem ser encontrados na linha da Keune.

Tenho cabelo crespo (muito pior na frente, atrás é mais para cacheado) e comecei a fazer relaxamento há anos, só na raiz. Com o tempo, ele ficou todo liso. Hoje faço escova marroquina, mas cansei dos cabelos lisos. Sei que atualmente há produtos melhores para controlar os cabelos rebeldes, mas minha cabeleireira diz que assim é mais fácil de tratar. Queria saber a melhor maneira de cuidar quando a raiz crespa começar a aparecer misturado as pontas lisas. Posso usar algum produto para cacheá-lo, mesmo com a escova marroquina? [Claudia] [cacal11@hotmail.com]
Luis: Claudia fica muito difícil cachear os cabelos tratados com esse tipo de produto. O ideal seria falar com sua cabeleireira e pedir a ela que ajude encontrar a melhor solução para o seu caso.

Paula: Primeiramente, a escova marroquina não é tratamento e sim uma fórmula de alisamento, pois possui em sua composição tioglicolato de amônia, que é um componente químico de relaxamento e alisamento. Em segundo lugar, você está certíssima: hoje em dia temos diversos produtos com tecnologias que nos permitem deixar o cabelo temporariamente na forma que quisermos. Continue com os tratamentos, pois com o tempo, ele ficará bem mais domável e saudável. Devido à forma e textura dos seus fios, faça tratamentos com bases bem gordurosas. Segue uma lista de alguns bons produtos no mercado que irão lhe ajudar a manter a beleza de seus cabelos na forma que ele é: para lavar e condicionar indico a linha Straight e Enrich da Lifetex; Moisture Recovery da Joico; a linha Hydrate da System Professional ou a Hydre da Sebastian. Como finalizadores indico a mousse junto com o Add Some Body da Wella High Hair para dar formas, o Small Talk da TIGI, o SH-RD da N.P.P.E ou o Whipped Cream da Sebastian. Assuma a forma dos seus fios e você será muito mais feliz com eles.

Usei por nove anos Rená Gel em meus cabelos para mantê-los lisos e não me dava trabalho, apesar de não poder pintá-los de outra cor (tinha que manter o preto). Agora quero mudar de cor e voltar aos cachos. Cortei os cabelos bem curtos já faz uns dois meses. Só que agora, se deixo ele solto, fica muito volumoso. Então prendo e deixo secar, depois solto. Gostaria de saber se posso fazer cauterização ou relaxamento para deixá-los ondulados como o natural. Não sei se Rená Gel pode ser misturado com outro tipo de química. Posso passar algum tipo de tintura, já que o Rená está só nas pontas? [Joyce] [joyce-amancio@hotmail.com]
Luis: Joyce deixe sair todo o produto antigo, e, se for o caso, vá cortando até que saia totalmente. E só depois passe outro tipo de coloração para ficar com os cabelos da cor que você deseja.

Paula: Primeira dica: pare de prender os cabelos molhados. Quando molhados, os fios desligam as pontes temporariamente, e, ao secar, estas pontes vão se religando na forma original. Portanto, ao fazer isso, você está danificando seus fios, a não ser que prenda de uma forma solta, sem esticá-los. Referente ao produto que você vem utilizando, trata-se de uma química bem alcalina, que requer bastante cuidado ao trocá-la, pois fazendo o processo inadequado, o dano pode ser profundo. Meu conselho é: aguarde mais um mês para ter uma raiz maior e criar um cenário de segurança para sua profissional de cabelo agir. Nesse meio tempo vá tratando os fios com cargas protéicas e lipídicas (alguns ótimos tratamentos: CPR da Senscience, Lecitol da Keune; Penetraitt da Sebastian; S.O.S. Extreme da Redken e K-Pak da Joico). Dessa forma, o cabelo estará mais resistente para a nova química e aguentará bem o processo sem sofrer danos profundos. Aconselho que a nova química seja à base de tioglicolato de amônia, mas não reaplique sobre os fios que ainda possuem o Rená Gel. Nessa parte do cabelo, peça para a profissional proteger com um gel, óleo ou uma máscara própria. O procedimento hidronutritivo da Wella (Wellastrate) possui todas as ferramentas de proteção para executarmos uma mudança química como esta em total segurança, mas sempre deve-se fazer um teste de mechas para verificar a reação da química no fio e saber o tempo de ação do mesmo. Já no que se refere à coloração, caso você resolva fazer na parte virgem do seu fio, não haverá problema algum (proteja as pontas para não correr risco das químicas conflitarem). Lembrando que você terá de esperar 20 dias para relaxar ou alisar novamente. Respeite esse tempo faça tratamentos semanais nos intervalos. Adquira uma linha de qualidade para fazer manutenção em casa, invista em bons produtos e finalizadores.

Meu cabelo é armado e fiz várias progressivas e selagens. Só que eu não tinha paciência de cuidá-lo. Agora queria que ele voltasse a ser como era. Estou com saudades dos cachos, como fazer? (anônima)
Luis: A única maneira de ter os cabelos como antes é parar com as progressivas e selagens, e deixar que essas químicas saiam totalmente. 

Paula: Primeiramente pare imediatamente com a progressiva, pois o formol é extremamente nocivo. Poderia passar horas descrevendo os malefícios desse componente químico e da falta de responsabilidade das diversas empresas que embutem essa substância sem o conhecimento dos usuários nos frascos. Para devolver os cachos ao seu cabelo aconselho tratamentos de esfoliação no fio para remoção do formol, dentre eles o peeling capilar da Schwarzkopf (é difícil encontrar, pois não se traz mais para o Brasil, mas ainda há salões que possuem no estoque); argiloterapia; algoterapia e a nova linha da System Professional. Eles esfoliam e amolecem a fibra capilar, possibilitando a entrada de nutrição no fio, mesmo os com uma grande carga de formol. O processo é um pouco longo (umas cinso sessões de tratamento). Use tratamentos no vaporizador para que ajude na quebra do filme impermeabilizado criado pelo formol.

Tenho o fio grosso e ondulado e gostaria de saber qual é o melhor tratamento para meu cabelo ficar todo liso e fino. [Claudia] [claudiarosasgeneve17@hotmail.com]
Luis: Claudia, para tirar o ondulado o ideal é procurar um profissional de sua confiança e pedir para fazer um relaxamento. Já para afinar os fios não existe tratamento.

Paula: Tratamento não existe, mas temos químicas que podem auxiliar nisso. Colorações, descolorações e alisamentos são procedimentos que diminuem a massa capilar. Com o tempo, a estrutura capilar vai mudando e se tornando mais fina, ou então você pode aguardar pela natureza, pois os hormônios femininos também acabam fazendo isso com o tempo, principalmente após a menopausa.

Meu cabelo é cacheado, mas fiz um tratamento à base de ureia que, segundo a cabeleireira, abaixaria meus cachos. No entanto, meu cabelo está ondulado, e não mais cacheado como antes. O que faço para eles se tornarem cacheados? Comprei o modelador de cachos e ativador da Garnier e até agora nada. Está parecendo um aplique. [Edilene ] [edilene_cabesantiago@yahoo.com.br]
Luis: Edilene, você deve procurá-la e tentar saber o que aconteceu. Ela saberá o que fazer para melhorar esse aspecto.

Paula: Primeiramente, certifique-se de que realmente só havia ureia, pois ela sozinha não teria este poder. Sua função é apenas amolecer a superfície e não mudar a sua forma. Tente um destes finalizadores: a mousse junto com o Add Some Body da Wella High Hair para dar forma e ativar os cachos ou o Whipped Cream da Sebastian.

Tenho um cabelo de raiz lisa e cacheado, mas ultimamente ele tem ficado muito arrepiado. O que posso usar para tirar esses arrepiados sem eliminar os cachos? [fernanda] [fernanda.b.rangel@gmail.com]
Luis: Existem xampus e alguns cremes que ajudam tirar esses fios arrepiados mantendo os cachos. Procure a perfumaria do seu bairro e faça uma consulta com seu profissional, ele saberá indicá-la o produto certo.

Paula: Indico como finalizador o Microweb Fiber da Sebastian. Ssuas fibras de seda parecem teias de aranha, que refazem a textura e moldam os fios arrepiados.

Por Daniela Salú às 13h17
    • Compartilhe
    • Orkut
    • Facebook

Sobre o Autor

Daniela Salú

Daniela Salú é jornalista especializada em beleza. Atualmente cobre a área de Casa e Imóveis no portal UOL.

Arquivo por semana

Enquete

RSS